117.573.275
Rolhas recolhidas
1.550.103
Árvores plantadas

Quercus, LIPOR e Maiambiente encetam projeto piloto de recolha de rolhas de cortiça

20.01.2022

A Quercus, a LIPOR e a Maiambiente, estão a desenvolver um canal de recolha porta-à-porta nos clientes não residenciais (restaurantes, cafés, cantinas, etc.) no município da Maia para a recolha de rolhas de cortiça.

A criação deste novo canal de recolha de rolhas de cortiça no âmbito do Green Cork (um projeto criado em 2008 pela Quercus em parceria com a Corticeira Amorim e a Missão Continente e que já permitiu a recolha de cerca de 98 milhões de rolhas) irá permitir encaminhar as rolhas de cortiça para reciclagem.

Este projeto piloto tem como objetivos promover a reciclagem da cortiça, contribuir para a reflorestação em Portugal e permitirá aos estabelecimentos aderentes e aos respetivos, clientes, contribuírem para o combate às alterações climáticas, através da diminuição das emissões do CO2 retido nas rolhas de cortiça, e para o desenvolvimento da economia circular.

Com o apoio da BA Glass, Corticeira Amorim e Extruplás, este projeto propõe-se a recolher junto dos estabelecimentos o maior volume possível de rolhas de cortiça para valorização e reciclagem.

Ao reciclar as rolhas de cortiça está a apoiar este projeto na plantação de árvores autóctones.

Saiba mais em https://www.greencork.org/rolha-a-rolha-semeie-a-recolha/

Sobre a LIPOR

A LIPOR é a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos urbanos produzidos pelos Municípios associados: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

A LIPOR trata anualmente cerca de 500 mil toneladas de resíduos urbanos produzidos por 1 milhão de habitantes. Sustentada nos modernos conceitos de gestão de RU, a LIPOR desenvolveu uma estratégia integrada de valorização, tratamento e confinamento dos RU, baseada em três componentes principais: Valorização Multimaterial, Valorização Orgânica e Valorização Energética, complementadas por um Aterro Sanitário para receção dos rejeitados e de resíduos previamente preparados.

Ao assumir de forma clara que a gestão de resíduos é realizada na ótica do recurso, a LIPOR firma todos os esforços na sua valorização mais adequada, abordagem esta que tem por base a projeção de um modelo circular de negócios, e é sustentada por projetos demostrativos das práticas circulares de suporte. A atuação da Organização permite consolidar um posicionamento que se preconiza pela criação de valor no ciclo produtivo, caracterizado pela reintrodução do “resíduo” como “recurso” na cadeia de valor.
A nível nacional, a LIPOR pretende ser impulsionadora da temática da Economia Circular, através da partilha de novas estratégias e procura de soluções mais eficazes.

Sobre a QUERCUS e o GREEN CORK

A Quercus é uma Organização Não Governamental de Ambiente (ONGA) portuguesa fundada a 31 de
outubro de 1985. É uma associação independente, apartidária, de âmbito nacional, sem fins lucrativos e constituída por cidadãos que se juntaram em torno do mesmo interesse pela Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais e na Defesa do Ambiente em geral, numa perspetiva de desenvolvimento sustentado.
A Quercus criou em 2008 o projeto Green Cork em parceria com a Corticeira Amorim e a Missão Continente e que já permitiu a recolha de cerca de 98 milhões de rolhas de cortiça para reciclar. Além de recolher rolhas e financiar a reflorestação, os principais objetivos, o Green Cork pretende contribuir para a construção duma comunidade ativa, responsável e em sintonia com o meio ambiente.

Sobre a Maiambiente

A MAIAMBIENTE é uma empresa pública municipal, criada em 31 de agosto de 2001, ao abrigo da Lei n.º 58/98, de 18 de agosto, dotada de personalidade jurídica, autonomia administrativa e financeira e património próprio, sujeita aos poderes de tutela e superintendência da Câmara Municipal da Maia.
Tem como objeto principal, por delegação da Câmara Municipal da Maia, a remoção dos resíduos sólidos urbanos e equiparados a urbanos, a recolha seletiva de materiais recicláveis e a manutenção da higiene e limpeza dos locais públicos, no concelho da Maia. Poderá, também, exercer, com caráter acessório, outras atividades relacionadas com o seu objeto, designadamente a elaboração ou promoção de estudos de desenvolvimento estratégico, sustentabilidade e outros.
Na sua área de negócio, a MAIAMBIENTE demonstra a sua elevada experiência respondendo às solicitações com soluções adequadas a todas as solicitações nas suas diferentes áreas de atuação.  Determinada a afirmar-se como uma referência nas áreas em que atua, a MAIAMBIENTE age com total dedicação aos clientes, aos parceiros de negócio e à comunidade em geral, produzindo uma forte ligação através da criação de instrumentos adequados às atuais exigências e expectativas. O trabalho da MAIAMBIENTE orienta-se no sentido de garantir as melhores condições de vida à população que serve, num esforço contínuo para prestar aos seus clientes o melhor serviço, com qualidade e eficiência. Em termos de qualidade do serviço público prestado, orienta-se pelas melhores práticas internacionais, sempre numa perspetiva de desenvolvimento sustentável.