65.478.467
Rolhas recolhidas
476.400
Árvores plantadas

Escolha e Recicle a Cortiça

reciclar com rolhas_ReCork.org

A necessidade de se preservar a natureza e atuar de maneira ecologicamente equilibrada e responsável, tem-se tornado cada vez mais urgente. Todos e cada um de nós devemos assumir uma atitude vital no que tange a luta pela preservação dos elementos constitutivos do nosso ecossistema para que possamos manter/obter o equilíbrio harmonioso na Terra. Devemos procurar cuidar do ambiente antes que ele cuide de nós!

A cortiça apresenta relevantes vantagens ambientais, por isso podemos dizer que “a cortiça é verde”. Natural, renovável, reutilizável, 100% biodegradável e reciclável… conseguem-se lembrar de mais alguma material além da cortiça? A cortiça é uma escolha sustentável! (Razões para escolher cortiça)

Antigamente a cortiça era só usada para rolhas e revestimento do chão mas nos dias de hoje, com a inovação, criatividade e design, a cortiça na moda ecológico tornou-se um tendência. Com a reciclagem e reutilização a cortiça cumpre o mote de nada se desperdiça, tudo se transforma.

Não só se gasta muito menos energia na produção de rolhas como a exploração de cortiça mantém florestas de sobreiro que capturam CO2 (4,8 milhões de toneladas por ano só em Portugal) e ainda mantêm a biodiversidade. (A cortiça no combate às alterações climáticas)

Por estes motivos e também devido aos benefícios que a cortiça traz ao desenvolvimento do vinho numa garrafa, pode-se afirmar que não há escolha mais natural que a cortiça. Num estudo realizado pela organização WWF é demonstrado que mais de três quartos das florestas de sobro mediterrânicas podem desaparecer em 10 anos se aumentar a procura de outros vedantes de plástico ou metal. (Outros vedantes)

O Planeta Terra não é infinito, tem barreiras claramente definidas que limitam o crescimento. A vida humana deve conviver em harmonia com essas fronteiras, sem querer crescer além do que o planeta consegue regenerar. A nossa atividade deve ser desenvolvida em ciclo e não duma forma linear, o crescimento exponencial não é realista num espaço finito. A reciclagem permite aumentar o ciclo de vida dum produto contrariando a tendência linear de geração de resíduos. Quando se recicla cortiça está-se a estender o seu tempo de vida útil. A cortiça reciclada é uma opção ecológica porque além da cortiça ser uma material altamente sustentável, natural, renovável, e biodegradável, também é reciclável. As rolhas de cortiça podem ser usadas em artesanato mas nem todos temos o talento para criar tapetes em cortiça ou colares mas há uma coisa que todos podemos fazer: colocar as rolhas num rolhinhas para serem recicladas e transformadas em guarda-chuvas, toalhas de mesa, etc. (Porquê reciclar?)

Numa garrafa de vinho, o material provavelmente mais antigo é a rolha de cortiça. Na maioria das vezes tem mais idade que o próprio vinho. Até o sobreiro “dar” um a cortiça capaz de ser usada numa rolha decorreram aproximadamente 40 anos. Mas quando a tiramos da garrafa ela não está velha, na realidade ainda pode ser uma jovem cortiça a iniciar uma viagem tão longa que até a pode levar ao espaço. (Produtos com cortiça reciclada)

Depois de ser tirar a rolha da garrafa, a cortiça entra em contacto com o ar e aí podem ser desenvolvidos fungos e bactérias que impedem que seja reutilizada numa escala industrial noutras garrafas. A única solução para a cortiça da rolha é reutiliza-la em produtos artesanais ou reciclá-la. A cortiça reciclada nunca é usada em rolhas mas sim numa série de outros produtos onde as suas virtudes são vantagens, tais como a elasticidade, aderência, compressibilidade, longevidade, resistência ao fogo, permeabilidade ao gás e líquidos, e aparência natural. (Como funciona a reciclagem da rolha?)

As iniciativas de reciclagem de rolhas de cortiça não se ficam só em Portugal mas já estão implementadas noutros países. A transformação da cortiça em países onde não existe sobreiro permite ainda que esse produto que chega lá com o vinho seja transformado e tenha outras utilidades. É um material tão versátil que não faz sentido nenhum que seja colocado no lixo em qualquer parte do mundo. As soluções de recolha das rolhas e o destino das verbas varia um pouco de acordo com a iniciativa mas em termos ambientais permitem sempre valorizar a cortiça, evitar que seja considerada um resíduo e vá para aterro, permite a redução do uso de energia em transportes e da emissão de carbono. (Outras iniciativas de reciclagem de rolhas)